sábado, 30 de abril de 2011

PROCOL HARUM - Grand Hotel

  1. "Grand Hotel" - 6:10
  2. "Toujours l'amour" - 3:31
  3. "A Rum Tale" - 3:20
  4. "TV Caesar" - 5:52
  5. "A Souvenir of London" - 3:23
  6. "Bringing Home the Bacon" - 4:21
  7. "For Liquorice John" - 4:27
  8. "Fires (Which Burnt Brightly)" - 5:10
  9. "Robert's Box" - 4:45
    * Chris Copping - organ
    * Alan Cartwright - bass guitar
    * B.J. Wilson - drums
    * Mick Grabham - guitar
    * Gary Brooker - piano and vocals
    * Keith Reid - lyrics
    * Christiane Legrand vocals for "Fires (Which Burnt Brightly)"

Com base em Southend-on-Sea, Essex, O Paramounts, liderado por Gary Brooker e Robin Trower, incluindo Chris Copping e B.J.Wilson , teve um sucesso moderado no mercado britânico, em 1964, com sua versão cover de Jerry Leiber e Mike Stoller "Poison Ivy" , que alcançou o número 35 no UK Singles Chart . Incapaz de gerar qualquer sucesso posterior, o grupo se desfez em 1966

Em abril de 1967, Brooker começou a trabalhar como cantor, compositor e formou o Procol Harum com o não-Paramount Keith Reid (poeta), o tecladista Matthew Fisher (Hammond), o guitarrista Ray Royer e o baixista David Knights . Guy Stevens, seu empresário original, deu nome  a banda porcausa do gato birmanês de um amigo.  O nome foi dito que em latim significa "para além dessas coisas", mas a tradução correta do latim "para além destas coisas" é Procul His . Alternativamente, o nome foi traduzido como "essas coisas distantes" (Harum é no feminino, genitivo, no plural). No entanto, Procul não seria seguido de um genitivo em latim  O nome da banda é frequentemente mal escrito;. frequentemente como Procul Harem,  ou outras variações..

PROCOL HARUM - Broken Barricades

Broken Barricades foi gravado pelo PROCOL HARUM em 1971. Este foi o último trabalho de ROBIN TROWER com o grupo antes dele partir para a sua carreira solo.

1. "Simple Sister" - 5:48
   2. "Broken Barricades" - 3:09
   3. "Memorial Drive" - 3:43
   4. "Luskus Delph" - 3:44
   5. "Power Failure" - 4:29
   6. "Song for a Dreamer" - 5:36
   7. "Playmate of the Mouth" - 5:03
   8. "Poor Mohammed" - 3:05
Formação :

    * Chris Copping - organ, bass guitar
    * B.J. Wilson - drums
    * Robin Trower - guitar [vocals "Song for a Dreamer" "Poor Mohammed"]
    * Gary Brooker - piano, Synthesizer, vocals
    * Keith Reid - lyrics


PROCOL HARUM - A Whiter Shade of Pale


"A Whiter Shade of Pale" é a canção de estréia da banda inglêsa PROCOL HARUM , lançada em maio de 1967. O single alcançou a primeira colocação no UK Single Charts em em junho de 67, e permaneceu por seis semanas. E, sem muita promoção, atingiu a quinta posição nas paradas americanas.
A canção foi  executada e gravada no Olympic Studios em Londres, com Gary Brooker nos vocais e piano, Matthew Fisher no orgão Hammond M-102, David Knights no Baixo e Ray Royer na guitarra. A Bateria foi tocada pelo músico de estúdio Bill Eyden. Dias depois a canção foi regravada pela banda, com o novo baterista, Bobby Harrison.
Mais de 900 gravações por outros artistas são conhecidas. A música foi incluída em inúmeras compilações sobre os sucessos da década e ainda é usada em trilhas sonoras de muitos filmes, como The Big Chill, Purple Haze, Breaking the Waves, The Boat that Rocked e, com direção de Martin Scorsese, New York Stories. Outras versões da canção são utilizadas em alguns filmes como, por exemplo, por King Curtis em Withnail and I e por Annie Lennox em The Net.
Os créditos de composição originais foram somente para Gary Brooker e Keith Reid.  Mas, em  Julho de 2009, Matthew Fisher ganhou direito aos créditos de co-autoria da música em decisão unânime do Law Lords.

Abaixo, todos os Músicos que tocaram no PROCOL HARUM :

Gary Brooker · Geoff Dunn · Matt Pegg · Josh Phillips · Geoff Whitehorn · Keith Reid
Dave Ball · Graham Broad · Dave Bronze · Mark Brzezicki · Alan Cartwright · Chris Copping · Matthew Fisher · Mick Grabham · Bobby Harrison · David Knights · Dee Murray · Tim Renwick · Ray Royer · Don Snow · Peter Solley · Henry Spinetti · Jerry Stevenson · Robin Trower · Ian Wallace · B.J. Wilson


terça-feira, 26 de abril de 2011

PALADIN - Jazzattack

Em 21 de Junho de 1970.... dia da final da Copa do Mundo ; enquanto o Brasil estava derrotando a Itália e se tornando campeão do mundo pela terceira vez, dois senhores ingleses se deslocavam para Gloucestershire, para se juntarem a outros tres músicos nos ensaios que iriam produzir um dos mais inovadores ( e subestimados) grupos de rock da década de 70 : O PALADIN
LOU STONEBRIDGE  ( Vocais, teclados e gaita) e DEREK FOLEY (guitarra) estavam tocando naquela época com a banda  GRISBY DYKE , de Lancashire (Inglaterra). Como o grupo não parecia decolar, eles disseram adeus e se juntaram a PETER SOLLEY (teclados, violino e vocais), KEITH WEBB ( Bateria, percussão) e PETER BECKETT ( Baixo), dando início ao PALADIN . SOLLEY e WEBB haviam  previamente tocado na banda de apoio a  TERRY REID e tinham decidido sair para montar a sua própria banda. Já Beckett havia tocado anteriormente no WORLD OF OZ.
Após o fim do PALADIN, LOU STONEBRIDGE trabalhou com o McGUINNESS FLINT, DAVID BYRON, THE BLUES BAND,  STONEBRIDGE McGUINNESS, DAVE KELLY e THE DANCE BAND.  DEREK FOLEY se juntou ao GRAHAN BOND ORGANIZATION por um tempo, então  tocou com PETE BROWN , e aparentemente sumiu depois disso. PETER SOLLEY teve provavelmente a carreira de maior sucesso pós-PALADIN, pois colaborou com um grande número de grupos e artistas como o SNAFU, GRAVY TRAIN, ARTHUR BROWN, FOX, PROCOL HARUM, MICKEY JUPP & LEGEND, AL STEWART, WHITESNAKE, STEVE FORBET e PETER FRAMPTON........Isso sem falar que trabalhou também como produtor para artistas como os altamente bem-sucedidos ROMANTICS, TED NUGENT, MOTÖRHEAD, somente para citar alguns. Hoje ele comanda a sua própria empresa (www.petersolley.com), que produz arquivos MIDI para "Músicos Sérios". PETER BECKET e KEITH WEBB continuaram trabalhando com música, mas de forma esporádica.

sábado, 23 de abril de 2011

NATÜRLICH PROG - Programa N.º 17


PROGRAMA QUE FOI AO AR PELA RÁDIO WEB UNDERGROUND LÁGRIMA PSICODÉLICA EM 23/04/2011

KYRIE ELEISON - The Complete Recordings

KYRIE ELEISON foi uma banda Austríaca  que existiu entre 1974 e 1979 e depois virou INDIGO. A música do KYRIE ELEISON  é muito inspirada na fase "Trespass", "Nursery Crime" do GENESIS. Portanto, Symphonic Prog no seu melhor estilo. A Banda abria shows do VAN DER GRAAF GENERATOR, AMON DÜÜL, EELA CRAIG, COLOSSEUM etc. 

Manfred Drapela - Guitarra Acústica & Elétrica, Backing Vocals.
Gerald Krampl - Keyboards, Sintetizadores, Mellotron, Backing Vocals.
Norbert Morin - Baixo, BAixo de pedais, Guitarra acústica.
Karl Novotny - Bateria, Percussão, Backing Vocals.
Michael Schubert - Vocais & Percussão.


sexta-feira, 22 de abril de 2011

KRAAN - Wintrup, 1972


Wintrup é um álbum de estúdio gravado pelo KRAAN (Jazz Rock/Fusion/Progressive Rock) em 1972, na minha opinião, o melhor deles.

1. Silver Wings (4:11)
2. Mind Quake (7:40)
3. Backs (6:40)
4. Gut und richtig (7:33)
5. Wintrup (5:21)
6. Jack Steam (5:52)
...Bonus track on EMI release:
7. Fat Mr. Rich (5:43) (demo 1971, previous title: Jack Steam)

Formação neste Disco :
- Jan Fride / drums
- Helmut Hattler / bass
- Johannes Pappert / Alto saxophone
- Peter Wolbrandt / guitar, vocals



KRAAN_Live

LIVE é o quarto álbum da banda KRAAN e o primeiro ao vivo. Foi gravado no "Quartier Latin" em Berlin, em Outubro de 1974.
1. "Jerk of life" – 4:57
   2. "Nam nam" – 15:10
   3. "Holiday am Marterhorn including Gipfelsturm" – 13:00
   4. "Sarah's Ritt durch den Schwarzwald"– 6:00
   5. "Andy Nogger" – 3:45
   6. "Andy Nogger - gutter king" – 6:44
   7. "Hallo Ja Ja, I don't know" – 10:20
   8. "Lonesome liftboy" – 5:15
   9. "Kraan arabia" – 12:30

        Formação neste Disco:

    * Peter Wolbrandt - guitar, vocals
    * Jan Fride - drums, percussion
    * Hellmut Hattler - bass, vocals
    * Johannes Pappert - saxophone



KRAAN - Andy Nogger



ANDY NOGGER, é o terceiro álbum da Banda Alemã KRAAN. Este é o último álbum de estúdio com a formação original da banda.

 1. "Stars" – 5:17
   2. "Andy Nogger" – 3:50
   3. "Nam Nam" – 5:50
   4. "Son Of The Sun" – 5:02
   5. "Holiday am Matterhorn" – 7:40
   6. "Home" – 5:40
   7. "Yellow Bamboo" – 4:25

    * Peter Wolbrandt – guitar, vocals
    * Jan Fride – drums, percussion
    * Helmut Hattler – bass
    * Johannes Pappert – alto sax
       Produção
    * Conny Planck – engineer
    * Hans Lampe – assistant
    * Walter Holzbauer – supervision




quarta-feira, 20 de abril de 2011

KRAAN - Kraan


 Kraan é uma banda alemã baseada na cidade de Ulm e foi formada em 1970. Ela teve vários sucessos menores até os anos 1970 e 1980. Após uma pausa de dez anos, o grupo se reuniu em 2000. Seu estilo  pode ser descrito como Jazz-Rock / Krautrock , que combina elementos de ambos rock e jazz.

O lendário 1º álbum do grupo de Krautrockers Alemão e definitivamente um dos seus melhores.

Isto é jazz-rock de primeira, com guitarra excelente / baixo e sax que poderiam ser psicodélico / progressivo  em um minuto e, em seguida, rock com variações a todo instante.

Cada faixa é grande e um dos destaques é "Kraan Arabia", que tem um som árabe com o sax maravilhosamente tocado por "Johannes Pappert" como sempre, enquanto a guitarra brilhante de "Peter Wolfbrandt" floreia junto com a bateria e o trabalho do baixo ajuda a tecer a sua magia.

Uma das melhores bandas a sair da Alemanha, e este álbum de estreia pode ser considerado uma obra-prima.

Integrantes (período de Participação)
  • Peter Wolbrandt - guitar (1970–present)
  • Helmut Hattler - bass guitars (1970–present)
  • Jan Fride - drums (1970–1978, 1982–present)
  • Ingo Bischof - keyboards (1975–2007)
  • Johannes Pappert - alto sax (1970–1976)
  • Udo Dahmen - drums (1977–1980)
  • Joo Kraus - keyboards (1987–1992)
  • Gerry Brown - drums, lead vocals (1979–1980)
  • Tommy Goldschmidt - drums (1977)
  • Eef Albers – guitar (1982–1983)
  • Marc McMillen – keyboards, vocals (1982–1983)