domingo, 26 de fevereiro de 2012



PLAYLIST
BIG BIG TRAIN : The Underfall Yard
DISCIPLINE : Unfolded Like Staircase

sábado, 25 de fevereiro de 2012


ABACUS - Midway


Songs / Tracks Listing
1. Let's Face The Voice And Dance
2. Including Revelation
3. Me And You
4. 11 Garden
5. You Are Not The One I Love
6. For The Moment
7. Be Beholding
8. Hermann The German
9. Here We Go
10. Midway

Line-up / Musicians

- Chris Williams / vocal
- Charlie Schade / guitar, sitar
- Chris Barutzky / keyboards
- Klaus Kohlhase / bass
- Allan Warren / drums, percussion

Na minha opinião este álbum do ABACUS é subestimado . É verdade, além da excelente,  faixa-título, longa e em grande parte instrumental, que não é lá muito prog, mas é definitivamente muito interessante e além da expectativa de um álbum desconhecido . E muito mais do que aquele charme do Kinks, e que vai além dos melhores momentos daquela banda. Chris Williams está em boa forma nessas gravações.


 VAN DER GRAAF GENERATOR Maida Vale (The BBC Radio One Sessions 1994)



Songs / Tracks Listing
1. Darkness (7:21)
2. Man-Erg (11:08)
3. Scorched Earth (9:42)
4. Sleepwalkers (10:01)
5. Still Life (7:22)
6. La Rossa (10:01)
7. When She Comes (8:10)
8. Masks (7:24)
Line-up / Musicians
- Peter Hammill / vocals, guitars, keyboards
- Guy Evans / drums
- Hugh Banton / organ, bass pedals and guitar
- David Jackson / saxes, flutes

Na verdade, muito poucas gravações ao vivo do VDGG existem porque o próprio grupo achava que 40% dos seus shows  eram horríveis e outros 30% mostravam um grupo dispersivo e desinteressado . Isso deixou apenas 30% dos shows que eles gravaram com alguma importância (uma vez que sabiam de antemão que iriam fumar e que as condições de descontração iriam permitir uma gravação satisfatória) e isto explica o fato de que o único verdadeiro álbum ao vivo foi Vital, sob o título de VDG.  Embora não sejam exatamente  gravações ao vivo, por si só, as sessões feitas para a BBC fizeram com que eles tocassem juntos em algumas dessas faixas clássicos reais. Infelizmente, a maioria das faixas são da segunda fase do VDGG (eu disse, infelizmente, mas eu gosto, pois sou um fã do VDGG) pois o material da fase inicial não está bem representada aqui . Eu acho que o "Pawnheart" ou "The Least We can Do..." são mais interessantes de se ouvir ao vivo.

No entanto, temos algumas gravações ao vivo que certamente agradarão aos fãs do VDGG. incondicionais.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012



COMEDY OF ERRORS - Disobey


Comedy Of Errors  foi uma banda de rock Progressivo  de  Glasgow  formada em janeiro de 1984, com Joe Cairney (vocal), Jim Johnston (teclados), John MacPhee (bateria), Mike Barnard (guitarra) e Stewart Steve, logo substituído por Mark Spalding (baixo ).

Sua primeira gravação foi uma demo chamada "Ever be the Prize", e foi gravado em um estúdio em Blanefield (Escócia) em 1985. Eles gravaram uma série de canções com Rog Patterson (do"Twice Bitten" fame) como produtor, que depois foram aperfeiçoadas com a ajuda de Mike Bentley e Mathewson Niall (Pallas). Estes foram lançadas como um "mini-álbum", em 1986, fortemente influenciada pelo estilo do Pallas  e do Abel Ganz.

Em 1987,  Mike Barnard deixou a banda, Barry Henderson se juntou à banda no baixo, enquanto Mark Spalding tocou guitarra. Esta formação gravou a fita demo chamada "24 Hours" em novembro de 1987 no Evenload Studios em East Kilbride. Isso foi mais tarde combinado com o mini-álbum para dar forma e liberar o CD da banda   sob o rótulo do estúdio MSI francês. Infelizmente, a qualidade desta versão é muito pobre, sendo uma transferência direta de vinil, ao invés de fitas master. Esta situação foi agravada pelo fato de que "The Student Prince Part One" foi omitida e substituída por uma versão inferior de uma faixa mais antiga no disco.

A mudança de direção foi anunciada em 1989 com a chegada do novo vocalista John Cowden, substituindo Joe Cairney que passou a participar do Fire Brigade. A fita demo "Hold On" foi gravada no Evenload Studios (East Kilbride) em Maio de '89.
A banda passou a  tocar canções de rock mais comercial, que eram mais adaptados para o novo vocalista. Eles tocaram com regularidade por toda a Escócia, e depois  desapareceram de vista.

NOVA - Atlantis (1976)


O NOVA foi formado no início de 1975 em Helsínque.
A maioria  dos  membros da  banda tinham  tocado  juntos  antes  numa  banda  chamada ISOJAKO, que aparentemente fazia um som mais pop.
Desde o início, a figura principal do NOVA foi  Antti Ortamo que  era  o  principal  compositor, letrista e tecladista e que  também tocou e cantou  na banda. Em fevereiro de 1976 o NOVA começou a gravar seu debut "Atlantis", em Estocolmo, na Suécia.
A música deste álbum provavelmente  irá lembrá-lo do Pink Floyd, Procol Harum, Wigwam, talvez  até  do Eloy e do Yes. Não é um álbum  inovador , mas é  bastante agradável  e cheio  de sons quentes de teclado .

Infelizmente, o declínio  do  prog  já  tinha começado e "Atlantis"  não  vendeu  muito  bem. A  banda  teve dificuldades  de  fazer  shows, o  que  conduziu  inevitavelmente  ao  desmache do grupo. Eles se separaram depois de fazer apenas um álbum.

O NOVA  foi  sempre considerado  como uma  banda de rock progressivo na  Finlândia , mas  eles sempre foram  um  grupo  tão  obscuro  que  até  mesmo  a  maioria  dos proggers  na  Finlândia não os conheciam.

Tracks:
1. Se Vuosi (Its Year)
2. Kaupungin Naiset (Womens City)
3. Atlantis
4. Vanha Surullinen Laulu (Old Sad Song)

Line-up / Musicians:
- Antti Ortamo / keyboards, vocals
- Micca Vasenius / guitar
- Jouko Helatie / guitar
- Petri Peltola / bass
- Jukka Marjala / drums

domingo, 19 de fevereiro de 2012

DISCIPLINE - To Shatter All Accord


01.  Circuitry [6:16]
02.  When The Walls Are Down [7:29]
03.  Dead City [5:15]
04.  When She Dreams She Dreams In Color [13:40]
05. Rogue [24:4]

Line-up / Musicians

-Matthew Parmenter: vocals, keys, descants
-Jon Preston Bouda: guitars
-Mathew Kennedy: bass
-Paul Dzendzel: skins, percussion

Álbum de estúdio, lançado em 2011. O Discipline de Detroit banda de rock progressivo. To Shatter all Accord apresenta gravações inéditas da banda, incluindo Rogue, uma suíte de  24 minutos, uma canção psicodélica  encenada como drama teatral. To Shatter all Accord apresenta a mesma formação que gravou o incomparável Unfolded like Staircase (Matthew Parmenter, Jon Preston Bouda, Mathew Kennedy, Paul Dzendzel). Como nessa versão clássica, o Discipline em To Shatter All Accord, não pede desculpas. A banda mais uma vez se reinventou com um som único .

 Por 14 anos, os Fans do progressivo aguardam um novo álbum do DISCIPLINE, de  MATTHEW PARMENTER, que andava ocupado com a sua carreira solo (muito parecido com o que ele estava fazendo com DISCIPLINE).
Mas este Outono, trouxe-nos esta jóia, considerado por muitos uma Masterpiece, um verdadeiro deleite para quem gosta de um Prog  Dark, sombrio, baseado em canções,não muito simples a primeira audição.

O DISCIPLINE poderia ser   considerado um clone do GENESIS / VDGG / K.Crimson  ou algo assim. Basta verificar trabalho solo de Parmenter, onde ele usa toda essa escuridão e a profundidade de sua voz e sua guitarra / piano nos remetem diretamente aos melhores trabalhos desses grupos !

Certamente o grupo é influenciado, eles têm algumas semelhanças e estão fincados neste buraco Retro-Prog,  mas para mim, o DISCIPLINE é mais um grande e clássico, como qualquer outra banda lendária dos velhos tempos.

ABEL GANZ - Dangers of Strangers

ABEL GANZ - The Deafening Silence

01. Look At Me Now (6:14)
02. The Radical Departs (5:04)
03. The Deafening Silence (5:41)
04. Hold The Moment (5:07)
05. Serendipity (7:55)
06. Stranger In Your Heart (6:27)
07. It's Different Now (6:43)

ArtistList:
- Christopher Forsyth / vocals
— Robert Wilson / guitars, back vocals
— Stuart Clyde / keyboards, vocals
— Hugh Carter / bass, back vocals
— Colin Johnson / drums, back vocals

O ABEL GANZ foi formado em 1980 em Glasgow, Escócia,  pelo tecladista Hew Montgomery e pelo multi-instrumentista Hugh Carter . Malky McNiven (guitarras) e Ken Weir (bateria) completavam o line up inicial da banda.

O Abel Ganz logo se tornou popular no circuito de shows em Glasgow, e depois de um tempo eles decidiram que era hora de adicionar um vocalista a banda. Cue Alan Reed, inicialmente do "Trance Macabre". Ele se juntou ao grupo ainda a tempo de participar das gravações do álbum "Gratuitous Flash", que foi gravado em 1983. O grupo começou então a participar de uma série de shows ao ar livre e em teatros e apareceu no festival da "Radio Clyde Kelvingrove", que acabou por contribuir em aumentar o prestígio da banda. Mas essa evidência toda também teve o seu lado negativo. As performances de Reed ao vivo chamaram a atenção do grupo PALLAS, que estava a procura de um novo vocalista.  Alan Reed, foi convidado pelo Pallas e aceitou o convite, permanecendo como vocalista do PALLAS até 2010.

Essa foi só uma das mudanças de Line-up que atingiram o Abel Ganz na época. Logo depois, McNivem deixou a banda, e foi substituído por Paul Kelly nas guitarras e também se ocupou da vaga de vocalista que ainda estava vaga. Depois de tudo acertado, foi a vez de Hugh Carter deixar a banda, entra em seu lugar, Gordon Mackie (baixo). A banda mudou e consequentemente muda o seu nível de atividade. Mas, na metade dos anos 80, o Abel Ganz estava mais ocupado do que nunca no circuito de shows ao vivo e um novo álbum foi lançado em 1985, o - "Gullibles Travels".  Eles assinaram contrato com o selo Francês M.S.I e com Denis Smith (bateria) como membro regular e as aparições de  como membros convidados os antigos componentes Reed e Kelly. Em 1988, um novo álbum é lançado, "The Dangers of Strangers".

Os anos 90 seriam uma década de problemas para o Abel Ganz. Montgomery deixa a banda e é substituído por Stuart Clyde ( Teclados). Com essa nova formação, a banda começa a se aventurar num estilo mais AOR e lança "The Deafening Silence"

Um encontro casual entre o membros fundadores Montgomery e Carter. Isso levou à ressurreição de Abel Ganz, com Denis Smith (bateria), Mitchell Davie (guitarra) e Steven Donnelly (baixo) consubstanciar esta nova versão da banda. O vocalista ainda estava faltando, porém, mas, eventualmente, Mick MacFarlane ligado ao Abel Ganz. Esta versão revitalizada do Abel Ganz surgiu com um novo álbum em 2008, "Shooting Albatross" . O grupo ainda está em atividade .


sábado, 18 de fevereiro de 2012

domingo, 12 de fevereiro de 2012

NOVELA - From the Mystic World



Disc 1 (35:23)
1. Don't stop (6:44)
2. Divine comedy (4:10)
3. Through the forest (4:59)
4. Shoot a burning arrow (4:52)
5. Miracle (2:40)
6. Dream the paint (5:36)
7. Sanctus (2:32)
8. Romance promenade (3:50)

Disc 2 (50:39)
1. To the wings (4:00)
2. Trio - Drum Solo (5:58)
3. Dream trip - Tabidachi (4:29)
4. Eternity (4:43)
5. Secret love (5:11)
6. The dawn of... (9:47)
7. Ready to fantasy (5:05)
8. Lunatic (3:35)
9. Harukana tokino hateni (3:39)
10. Illusion (4:12) 

Musicians 
- Terutsugu Hirayama / guitar, vocals
- Hisakatsu Igarashi / vocals
- Toshio Egawa / keyboards
- Ryuji Sasai / bass, vocals
- Ryuichi Nishida / drums 

O álbum todo é muito bom, prog sinfônico, e até mesmo os vocais , mesmo que sejam no velho estilo  japonês ... De qualquer forma, para os apreciadores do bom e velho prog sinfônico, é uma disco que não fica nada a dever dos outros discos do novela,alguns dos quais, já publicados aqui no Blog.  Toshio Egawa, mais tarde fundador da banda prog Gerard.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

It Bites

O It BITES foi formado em 1982, quando os colegas da Egremont School  Frank Dunnery, Dick Nolan e Bob Dalton, conheceram John Beck, que veio de Whitehaven, no circuito de shows de Cumbrian show. Depois de fazer shows em clubes e discotecas localmente por um ano (brevemente com um saxofonista, Smith 'H' Howard ), a banda decidiu parar um dia. Frank mudou-se para Londres, Dick e Bob tiveram uma curta passagem em Birmingham, e John foi para Manchester, onde ele já tinha vivido anteriormente.
 
Seis meses depois, Bob, Dick e John se encontraram por acaso em uma noite de quarta-feira em um pub em Egremont, e a idéia da reforma foi discutida. Eles se estabeleceram em um loft vazio , com muito pouco equipamento - Frank tinha um violão 12 cordas com apenas seis cordas, Dick tinha uma baixoYamaha , John um Roland TR 606 , um DX7, e um sintetizador Yamaha mono, além de um gravador de cassetes estéreo Hitachi e um deck cassete Panasonic onde as primeiras demos foram gravadas em.  
Após um ano de ensaio e gravação em modo 'lo-fi', a banda juntou suas economias  que era o suficiente para reservar 3 dias em um estúdio de 8 pistas em Camberwell. Os demos resultantes foram apresentados a todas as gravadoras em Londres. Depois de táticas diferentes, a banda finalmente chegou a Martyn Mayhead  da WEA Records . Ele gostou do que ouviu (o demo de "All In Red"), e concordou em pagar pelo tempo de estúdio de ensaio para que eles pudessem começar a mostrar suas canções como uma banda ao vivo, e ajudá-los a obter um contrato de gravação.  
Poucos meses depois, eles foram suficientemente convincentes com as gravadoras de que a banda era uma oportunidade que não devia ser disperdiçada, e então  assinaram com a Virgin Records.



Disc1
Kiss Like Judas
Oh My God
Ghosts
All in Red
Plastic Dreamer
Great Disasters
Yellow Christian
The Ice Melts into Water
Midnight
Disc2
The Wind that Shakes the Barley
Old Man and the Angel
This is England
Calling all the Heroes

Musicians :
- John Mitchell / guitars & lead vocals
- John Beck / keyboards & backing vocals
- Bob Dalton / drums & backing vocals
- John Mitchell and John Beck / bass guitars

Disponível no site da banda 'This is Japan "foi gravado profissionalmente no Japão e depois mixado na Inglaterra, com John Beck no comando. O CD duplo inclui faixas inéditas ao vivo do álbum de estúdio da banda 'The Tall Ships'. Lindamente embalado com um encarte de 24paginas este é um álbum para você baixar, ouvir e encomendar o seu original.


Agora, algum tempo depois, uma turnê pelo Reino Unido foi anunciada para dezembro, com um show de aquecimento na Holanda no final de novembro, e várias novas canções compostas e prontas para serem gravadas pela banda no início do ano seguinte. O It Bites está de volta!
A banda excursionou com sucesso, em 2006, lançando um álbum ao vivo. Em 2008, Dick foi substituído por Lee e, em setembro de 2008, o novo álbum 'The Tall Ships' foi finalmente lançado.


 

sábado, 4 de fevereiro de 2012

PAOLO SIANI & FRIENDS - Castles, Wings, Stories & Dreams

Novo projeto do baterista do NUOVA IDEA , Paolo Siani, um álbum conceitual que envolveu grandes músicos para um mergulho total na atmosfera prog de grupos como  o King Crimson, Pink Floyd, além de influências do Nuova Idea e com um sentimento doce e enérgico! Ouçam os riffs à lá "Fripp" em Madre África com um solo de guitarra fantástico de Marco Zoccheddu, os ambientes de sonho com Questa Penombra Lenta com a voz feminina de Nadia Engheben, o sentimento dramático da Cluster Bombs, com vocais de Roberto Tiranti e emoções cada vez mais fortes com Joe Vescovi em Keys , Mauro Pagani na flauta, Guido GUGLIELMINETTI no baixo, Ricky Belloni na guitarra, Giorgio Usai  ...  Eles dão mostra da incrível capacidade musical passando pelo Progressivo, Rock e Jazz  numa obra complexa e ambiciosa que olha para o passado, mas é bem projetada para o futuro.