domingo, 20 de maio de 2012


ALIAS EYE - In Between



01 - Arabesque
02 - Break What We Know
03 - In-Between
04 - Time Machine
05 - Indentured Pride
06 - Stars Shall Fall
07 - All The Rage
08 - Distant Memories
09 - Take What's Mine
10 - The Blink of an Eye 

EYE ALIAS é um grupo alemão de cinco componentes que auto-produziu um EP de 3 faixas em 2000, chamando a atenção da DVS Records que os contratou para um primeiro álbum oficial, um ano depois. O núcleo da banda é  formado Phillip Griffiths nos vocais (filho de Martin Griffiths do BEGGAR'S OPERA, e que soa exatamente como ele), Vytas Lemke nos teclados, Matthias Richter nas guitarras  elétrica e acústica , Frank Fischer no baixo e Ludwig Benedek na bateria. Entre suas influências, podemos  nomear os BEATLES, PINK FLOYD, JETHRO TULL, SPOCK'S BEARD, DREAM THEATER e mesmo alguns clássicos (Bach e Beethoven). Consequentemente, sua música é muito variada e vai desde rock, pop e funk ao jazz e clássica. 
O EP "Beyond the Mirror" é na maior parte de teclados (piano) e orientada para uma espécie de mistura de AOR e prog moderno. Um esforço bem sucedido, mas não tão eficaz quanto o seu primeiro CD oficial  "Field of Names", que também apresenta  4 músicos convidados. Este dispõe de uma produção surpreendentemente clara, dinâmica e um profissionalismo que imediatamente impressiona o ouvinte. A musicalidade é apurada e tecnicamente impecável, mas são as melodias cativantes que realmente se destacam. No entanto, o seu terceiro lançamento ""Different Point of You"" (também com músicos convidados) é o que realmente leva o nome de "progressivo". Embora cada faixa seja totalmente diferente uma da outra, o ouvinte reconhece o som típico  do ALIAS EYE. Teclados em cascatas, harmonias vocais exuberantes, alguns solos de sax matadores, solos de guitarras blues, peças para piano, groovy jazz (lembra Donald Fagan), canções de rock rítmicos, mesmo um solo de prog metal: todos estes e mais se combinam em uma verdadeira mistura de estilos contemporâneos. A banda caminha numa estreita linha  entre o pop e prog mas nunca soa vulgar ou comercial.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário