domingo, 4 de novembro de 2012


REPOST

DELIRIUM III - Viaggio negli Archipelaghi dell Tempo


1970-72
Ivano Fossati (vocals, flute, acoustic guitar)
Mimmo Di Martino (guitar, vocals)
Ettore Vigo (keyboards, vocals)
Marcello Reale (bass, vocals)
Peppino Di Santo (drums, percussion, vocals)

1972-74
Fossati replaced by:
Martin Grice (flute, sax, keyboards, vocals)

1975
Rino Dimopoli (guitar, keyboards, vocals)
Ettore Vigo (keyboards, vocals)
Marcello Reale (bass, vocals)
Peppino Di Santo (drums, percussion, vocals)

O DELIRIUM veio de Genova, a partir de uma banda beat chamada I SAGITTARI, e foi formada em 1970, gravando o seu primeiro single no ano seguinte.
Canto di Osana, apresentada no Festival pop de Viareggio e alcançou sucesso imediato o que proporcionou grande notoriedade ao grupo. Eles também venceram um concurso de bandas de rock na Radio Montecarlo em 1971.
O primeiro álbum, "Dolce Acqua", também de 1971 , contém uma mistura original de Progressivo, Jazz e algumas canções melódicas e o papel do cantor Ivano Fossati é evidentemente a locomotiva do grupo com a sua voz inconfundível e com solos de flauta muito marcantes.
Em Fevereiro de 1972, uma apresentação memorável na TV, durante o festival de Sanremo deu a eles o seu maior sucesso, Jesahel.
No meio de 1972, Ivano Fossati repentinamente teve que deixar o Delirium devido ao seu serviço militar e na volta, dedicou-se a carreira solo que é até hoje bem sucedida ( e sempre com influências Jazzisticas  e étnicas)
Fossati foi substituído pelo cantor Inglês Martin Frederick Grice (que veio do Boomerang), que além de tocar bem faluta é um excelente saxofonista.
O terceiro álbum da carreira do DELIRIUM foi gravado em 1974 e lógicamente chamado de DELIRIUM III ( Viaggio negli arcipelaghi del tempo) e considerado por muitos como o seu trabalho mais maduro. La battaglia degli eterni piani  contém uma atmosfera sombria, como não se ouve em nenhum outro disco do Delirium. A flauta aparece novamente com um papel importante e o sax só é usado  em "Viaggio n.2. Este também é o primeiro álbum do grupo em que aparece a guitarra elétrica, já que Mimmo Di Martino só tocava guitarra acústica nos álbuns anteriores.

No Início de 2007, com uma formação completamente modificada, tendo como membro original somente Ettore Vigo, Peppino Di Santo e Martin Grice com os novatos Roberto Solinas (vocals, acoustic and electric guitars) and Fabio Chighini (bass, vocals) gravaram o CD "Live-Vibrazioni notturne", como  álbum duplo  para o selo  Black Widow . Um grande retorno para um excelente grupo.

DELIRIUM III


DELIRIUM - Lo Scemo E Il Villaggio


DELIRIUM - Lo Scemo

Nenhum comentário:

Postar um comentário