sábado, 7 de junho de 2014


A.C.T _ 2006 Silence






Jerry Sahlin - Synthesizers, Vocals,
Öla Andersson - Electric and Acoustic Guitars, Backing Vocals
Peter Asp - Bass, Percussion, Backing Vocals
Herman Saming - Lead Voclas, 
Thomas Lejon - Drums, Percussion
Tomas Ebrelius  - Violin 1
Hanna Hajslund Hansen -  Violin 2
Catharina Holm - Viola
Per Tidstrand - Cello
Acting Actors:
Kenny Sahlin - Lead Vocals on  Puppeteers
Martin Hedin - Angry customer on Call in Dead.


 A.C.T _ 2003 Last Epic






Jerry Sahlin - Synthesizers, Vocals,
Öla Andersson - Electric and Acoustic Guitars, Backing Vocals
Peter Asp - Bass, Percussion, Backing Vocals
Herman Saming - Lead Voclas, 
Thomas Lejon - Drums, Percussion
Stefan Pöntinen  - Violin 1
Kajse-Lotta Soleke -  Violin 2
Malin Wikblad - Viola
Per Tidstrand - Cello
Acting Actors:
Sara Svensson  - Lead Vocals on  The Effect
Tomas Erlandsson - Percussion


A.C.T _ 2001 Imaginary Friends





Jerry Sahlin - Synthesizers, Vocals,
Öla Andersson - Electric and Acoustic Guitars, Backing Vocals
Peter Asp - Bass, Percussion, Backing Vocals
Herman Saming - Lead Voclas, 
Tomas Erlandsson - Drums, Percussion, Backing Vocals
Anna Blomkvist - Violin 1
Karolina Sjöholm -  Violin 2
Diana Crafoord - Viola
Lisa Fagius - Cello
Pelle Saether - Aditional Voclas

domingo, 1 de junho de 2014


ACT_1999 - Today's Report

 
A.C.T é uma banda de rock progressivo e art rock de Malmöe, Suécia. Faz parte de um seleto grupo de artistas que consegue imprimir sua marca, devido ao som extremamente cognitivo, melodias fáceis e letras extremamente engraçadas ou filosóficas. Seu som é uma combinação original de sonoridades belas e guitarras pesadas, linhas de baixos num grande crescendo, intrincados lances de bateria de difícil execução, teclados recheados de efeitos divertidos e vocais límpidos e de magistral composição. A banda faz parte de uma das vertentes da terceira fase do rock progressivo: o Metal Progressivo. Porém, como natural nessa vertente do rock, não se prendem a modismos e gêneros pré-moldados pela indústria fonográfica. Os músicos da banda são virtuosos em seus respectivos instrumentos e mostram claramente suas grandes influências musicais, bem diferentes entre si. As mais evidentes referências da banda são a banda Saga, Queen, Beatles, Steely Dan, City Boy, Kansas, Dream Theater e Rush. É possível ainda, reconhecer na música da banda, ecos da sonoridade de artistas como Elton John, Bob Marley, Spock's Beard, Genesis, entre outras diversas influências.
 



BARBARO - Barbaro III (2007)


Uma atração de música folclórica do Leste Europeu ,  um rock visceral e uma irreverência refrescante no meio de tanta mediocridade reinante.
 Barbaro é o grupo, vindo da Hungria . Se você pode imaginar, jovens húngaros descontentes , ansiosos para explorar sua herança musical largando de mão as normas acadêmicas que tranformam os grupos numa massa pasteurizada, eles fazem o que os seus corações mandam !!
Há muita coisa que vai ressoar dentro de você e te fazer vibrar. Este álbum é infalivelmente muito bacana .Você vai ouvir um rock liberto dos grilhões de um padrão pré estabelecido. Eles fazem o que querem.
As guitarras gêmeas aqui colidem, como numa  briga , num abraço, num grito.............impossível de resistir.
Sándor Cziránku: guitars
Sándor Herpai: drums
Tamás Zsoldos: bass
Miklós Both: guitars, vocal