sábado, 31 de março de 2012


TUCKY BUZZARD - Coming on Again





Tucky Buzzard foi uma banda britânica de Hard rock  formada em 1969 por três ex-membros do "The End".  Os membros da banda eram David Brown (baixo), Paul Francis (bateria), Nick Graham (teclados), Jimmy Henderson (vocal), Chris Johnson (bateria), Terry Taylor (guitarra), Paul Kendrick (guitarra, vocais). O Tucky Buzzard produziu um total de cinco álbuns entre 1969 e 1973.  A banda era notável como seu produtor , Bill Wyman, dos Rolling Stones.

Terry Taylor trabalhou em uma série de composições musicais com Bill Wyman e tocou com Bill Wyman em várias de suas bandas, Willy and The Poor Boys, Bill Wyman's Rhythm Kings, desde que Bill deixou os Rolling Stones. Em 2006 Tucky Buzzard foi destaque em um artigo chamado Top 6 Classic Rock Bands You Never Knew You Didn't Know written by Dave White . ( Algo como - As 6 melhores Bandas de Rock Clássico que vc nunca soube que não sabia ...)

Gravado no Hispavox Studios, Madrid, Espanha em 1972. Todas as faixas escritas por Tucky Buzzard. O "Álbum espanhol 'foi gravado e lançado apenas, tanto quanto sabemos, na Espanha. Jimmy Henderson [vocais], Terry Taylor [guitarra], Nicky Graham [teclados], Dave Brown [baixo] e Paul Francis [bateria].

DISCOGRAFIA:

    * Tucky Buzzard (US: Capitol ST 787, 1971)
    * Warm Slash (Capitol E-ST 864, 1971)
    * Coming On Again (Spain: Hispavox HHS 11-208, 1972)
    * Allright On the Night (Purple Records TPSA 7510, 1973)
    * Buzzard (Purple Records TPSA 7512, 1973)
    * Time Will Be Your Doctor: Rare Recordings 1971-1972 

TUOMAS WÄINÖLA - Human Being


Players:

Tuomas Wäinölä -Guitars
Anssi Nykänen -Drums, Shaker
Lauri Porra -Bass
Matti Paatelma -Grand Piano
Mikko Mäkinen -Hammond A100 on track 2, Moog Liberation & Solina on track 6
Tero Pennanen -Hammond B3 on track 3
Tero Lindberg -Trumpet, Piccolo Trumpet & Flugelhorn
Janne Toivonen -Trumpet & Flugelhorn
Antti Rissanen -Trombone & Baritone horn
Heikki Pohto -Tenor, Alto & Baritone Saxophones
Abdissa “Mamba” Assefa -Djembe, Conga & Bongo drums
Pekka Kuorikoski -Violin
Harri Rantanen -Blues Harp
Peter Engberg -Bouzouki & Mandolin
Sakari Salli -Doepfer Dark Energy
Arttu Takalo -Vibraphone & Xylophone

Tuomas Wäinöla nasceu em Kauniainen, Finlandia  em  29 de dezembro de 1976.
Seu amor pela guitarra começou aos cinco anos ao escutar um LP do The Shadows - Golden Hits - que ele tem até hoje. Ele começou seus estudos de guitarra clássica aos 11 anos na escola de música de sua cidade e tocou o seu primeiro solo num programa de crianças dois anos mais tarde.
Depois de formado na escola de música, continuava fascinado pelo rock, principalmente pelo Guns'n'Roses e provavelmente foi devido ao Slash que ele definitivamente decidiu adotar a guitarra elétrica.

A idéia de lançar um álbum solo tem acompanhado Tuomas desde que ele começou a andar com equipamento de gravação captando vários trabalhos  de bandas de metal do ensino médio Sueco além de suas próprias gravações instrumentais com programação meticulosa de bateria eletrônica e solos intermináveis. Bem, o objetivo nunca mudou  e  finalmente  ele teve  coragem, tempo e energia para completar o trabalho depois que Peter Engberg prometeu lançar o álbum em seu selo "Impossible Music". Ele, em seu site, se declara de muita sorte e feliz por ter alguns dos melhores músicos da Finlândia e do mundo tocando no seu álbum.
" A Música ainda me leva às alturas, quando tudo flui em conjunto e leva você a um mundo próprio". Espero que as pessoas sintam o mesmo ao ouvir Human Being". - Completa Wäinöla.
Façamos a vontade dele então !

segunda-feira, 26 de março de 2012


IL TEMPIO DELLE CLESSIDRE    -   Repost


A Pedidos, repostagem de um link perdido

domingo, 25 de março de 2012


BLOCO 1 :  MAGIC PIE
* Change
* Motions of Desire
* Full Circle Poetry
* Ilusion & Reality Part 1 &2
* Ilusion & Reality Part 3
* Dream Vision

BLOCO 2 : IZZ
* Regret
* Can't Fee the Earth, Part 1
* Can't Feel the Earth,Part 2
* Stumbling
* The Message
* 23 Minutes of Tragedy

BLOCO 3 : RIVERSIDE
* The Same River
* Reality Dream I
* Loose Heart
* Reality Dream II
* In Two Minds
* The Curtain Falls


sábado, 24 de março de 2012

UNI SONO - uni sono(1975)



Unisono foi um super grupo finlandês de jazz-rock  que teve uma curta duração e que lançou apenas um álbum, o auto-intitulado de 1975. O line-up original composto por musicos desconhecidos e que se transformaram em algo que poderia ser chamado de um supergrupo, em tempo para a gravação do álbum.
Seu único álbum, chamado Unisono como eu disse, embora na capa esteja escrito Uni Sono, foi lançado em vinil (hi hat hilp 106) e fita Cassete (hi hat hicas 1006) em 1975 pela Hi-Hat Records, e o primeiro CD prensado finalmente viu a luz do dia em 2010, lançado pelo selo Rocket (rok-047).

- Reino Laine / drums and percussion
- Pekka Pohjola / bass
- Paroni Paakkunainen / flute, sopr. sax, alto sax, c melody sax, maestro woodwind sound system, percussion
- Olli Ahvenlahti / electric piano, grand piano, moog satellite, string synthesizer, organ
- Nono Söderberg / guitar

Track list
1. TVL (6:22)
2. Chorea Urbana (8:37)
3. Boulevard Blues (6:50)
4. Jedi and Rekku (Redi jekku, pennut) (11:27)
5. Iltatähti (9:39)

ALTA VIA - Girt Dog


Tracks Listing

1. Picture frame (8:06)
2. The circle gallery (8:33)
3. Another lie (8:51)
4. My me and you (5:57)
5. In another way (6:06)
6. Ghost caged for keepsake (6:52)
7. I'll be there (5:44)
8. Wounded part I (8:35)
9. Wounded part II (5:27)
10. Teleselezione (2:53)

Line-up / Musicians

Andrea Stagni - keyboards & vocals
Mauro Monti - guitar & vocals
Marcello Bellina - drums & vocals
Giuliano Vandelli - bass guitar
Betty Copeta - Background Vocals
Laura Monti - Background Vocals

Altavia é uma das recentes bandas de prog da Itália, formada em 2008, seu nome original era Ennerdale, mas isso foi mudado devido aos tiroteios trágicos Lake District, no Reino Unido. Este CD de estréia deles é o primeiro lançamento dos novos progs da  gravadora White Knight. O rótulo White Knight é uma joint venture entre Rob Reed (Magenta) e Mackie Will (Hoggwash), tall pedigree  sugere que todas as versões e lançamentos  desse rótulo  merecem  a maior atenção.
A música do Altavia é rica em melodia e sem dúvida irá agradar aos fãs de prog .  As comparações com o Pendragon vêm à mente, mas isso é só uma indicação da direção da música, ao invés de sugerir plágio.
Na verdade, existe uma certa personalidade na música do Alta Via. Há também uma inclinação britânica para a música que desmente suas raízes italianas. 'Picture Frame' A faixa de abertura define o ritmo maravilhosamente, melodias muito fortes afiadas com um toque de hard rock e assinaturas de tempo intrigantes . No entanto, um início tão forte dá a segunda faixa 'The Gallery Círculo' a veiculação difícil. Na verdade, The Gallery Círculo 'é aberta com força, mas ocasionalmente perde o seu caminho e não flui e coesa, bem como a abertura, apesar de um clímax melódico forte.  O álbum progride através de novas faixas fortes, até que felizmente atinge seu ponto máximo nas partes 1 e 2 da suíte "Wounded", que balançam mais para lado do Yes e do I.Q.  ..... A grande estréia de uma banda nova e excitante em um rótulo novo e excitante

sábado, 17 de março de 2012

WULF ZENDIK 1986 - Danze Of The Cozmic Warriorz

1986 – Danze Of The Cozmic Warriorz ( 56:05)
01 – Yang/Yin (13:54)
02 – Farm Jam (6:19)
03 – The Kiss (7:05)
04 – Madman (5:52)
05 – Danze Of The Cozmic Warriorz (10:51)
06 – Let’s Get Stoned (7:20)
07 – Inzanity (4:44) 


 1972 – Zendik ( 1:05:26) 
01 – Strontium Rain (11:52)
02 – Purple Blaze (6:03)
03 – Yang Yin (13:57)
04 – When She Strays (4:51)
05 – Ancient In My Eyes (8:38)
06 – Jewels And Things (4:58)
07 – This Muzik (6:49)
08 – Rose (bonus) (3:43)
09 – Stront (bonus) (2:15)
10 – Thekiss (bonus) (2:20)

 Wulf Zendik foi inicialmente conhecido como um escritor americano, filósofo e ícone underground da geração beat (ao lado de Ginsberg, Watts ...). Ele escreveu alguns livros que são caminhadas espirituais através dos conceitos de medo, necessidade, liberdade e desejo. Zendik começou sua carreira na indústria musical nos anos 60. Ele inventou um instrumento que pudesse acompanhar a sua voz; 8-cordas instrumento que é um cruzamento entre uma cítara e violão. Nós podemos ouvir o som bizarro e profundamente sereno deste self made instrumento acústico na solitária e muito bem introspectiva "Wulfsong". Ao longo de sua carreira, ele expressa plenamente a sua própria concepção de música em vários projetos: O grupo Zendik comunal durante o final dos anos 60 / o Orgastra Zendik  na década de 80. Ele gravou vários álbuns com o seu nome ("Dança dos guerreiros cósmicos", em 1987 ...). A música é orientada para o leste como improvisações meio raga dominadas por cordas vocais vibrando, curiosamente teatrais / emocional e rockin 'psicodélico weirdeness. Uma lenda esquecida.

Stoned, rock hipnótico psicodélico, gravado por este texano de uma comunidade tribal no final da década de 80. Estes CDs apresentam faixas com alguns dos vocais mais poderosos de Wulf Zendik e a sua poesia. uma exibição impressionante da sua energia artística e estética
 "... É um documento muito importante - quase religioso ... uma obrigação para todos aqueles que estão à procura de música underground psicodélica ... "

KAYAK_Letters from Utopia

segunda-feira, 12 de março de 2012


CITIZEN CAIN - Somewhere But Yesterday

Songs / Tracks Listing

1. Jonny Had Another Face (10:30)
Parallel Lines (1:07)
2. Junk And Donuts (9:19)
An Afterthought (0:21)
3. To Dance The Enamel-faced Queen (10:24)
Beyond The Boundaries (1:03)
4. Somewhere But Yesterday (25:40)
i) Owls (1:47)
ii) Obsessions (5:41)
iii) The Ballad Of Creepy John (3:52)
iv) Echoes-The Labyrinth Penumbra (4:47)
i) All The Sin's Men (4:44)
vi) Farewell (2:31)
vii)A Word In Your Ear (2:18)
5. Strange Barbarians (11:48)
The Mother's Shroud (2:24)

Total Time: 67:48

Line-up / Musicians

- Nick Arless / drums
- Stuart Bell / keyboards
- Cyrus / lead vocals
- Andy Gilmour / bass
- Alistair MacGrego / guitar

sábado, 10 de março de 2012

IAN GORDON - Terminally Brave


Ian Gordon é um cantor britânico, multi-instrumentista e compositor. Com sede em Bolton, Reino Unido, ele atualmente está a frente da  banda de rock , Drama.
Como artista solo, ele explora o lado obscuro da natureza humana, procurando expor as verdades que escondemos de nós mesmos.

Crescendo na pequena cidade de Westhoughton, Ian era fascinado por artistas  como o Genesis e Rush, artistas que não tinham medo de ultrapassar os limites tanto musicalmente como liricamente. Inspirando-se nessa abordagem à música, Ian compõe músicas emocionais que vão de um sentimento de desespero  ao bizarro.

- Ian Gordon / vocals, all instruments
With:
- plagasul / effects
- inchadney / effects
- Erdie's / effects
Songs:
1- Friction
2- Serenity Distrorted
3- Genotypes
4- Capitalist
5- Beneath the Surface
6- Dark Secrets
7- Guilt
8- Creeping Fear
9- Black Despondency
10-  Mothersphere
11- Terminally Brave

DISCIPLINE 1997 - Unfolded like staircase


1. Canto IV (Limbo) (13:47)
2. Crutches (13:11)
a. The Carrot
b. The Silent Mirror
c. Down the Hatch
d. Crutches
3. Into the Dream (22:03)
a. Descent
b. Chock Full O'Guts
c. Drawn and Quartered
d. Clearing
e. Stealing the Key
f. Sum Music
g. Turtles All the Way Down
4. Before the Storm (15:51)
a. The Ocean
b. The Storm
c. Eden

Line-up / Musicians
-Matthew Parmenter: vocals, keys, descants
-Jon Preston Bouda: guitars
-Mathew Kennedy: bass
-Paul Dzendzel: skins, percussion

A forte melancolia do mellotron  uma união  de KING CRIMSON com a emotividade dark do VDGG. Belas melodias, sombrias, nostalgia e muito mais Mellotron sax e violino fazendo um trabalho  brilhante, com os pontos altos em "Canto IV" eo épico de 22 minutos "Into The Dream", além da brilhante "Before the Storm". Um dos melhores álbuns dos anos 90 . 

sábado, 3 de março de 2012

UNITOPIA - One Night in Europe
CD 1:
1. Suffocation
2. Artificial World
3. Nothing Lasts Forever
4. Not Human Anymore
5. Tesla
6. Gone In The Blink Of An Eye
7. The Great Reward
8. Angeliqua
9. More Than A Dream

CD 2
1. Justify
2. The Garden
3. One Day
4. Inside The Power

Line-up / Musicians 
 - Mark Trueack / vocals
- Sean Timms / keyboards, backing vocals
- Matt Williams / guitar, backing vocals
- David Hopgood / drums
- Craig Kelly / bass, backing vocals
- Tim Irrgang / percussion


 Com sede em Adelaide, South Australia, O Unitopia se esforça para tirar o coração e a alma do ouvinte com temas instigantes, como a conscientização ambiental, agitação política e social e o ritmo frenético da vida e as relações humanas de uma forma positiva e edificante. Usando temas progressistas como um filme, a música do Unitopia inclui elementos do jazz mundial, clássico, rock progressivo, e groove.

Eles lançaram seu primeiro álbum "More Than a Dream", em 2007, pelo selo canadense  Unicorn Digital.
Em fevereiro de 2008, Unitopia assinou um contrato mundial com a Shock Music Publishing , que se tornou Publishing Perfect Pitch em 2010, quando o editor Clive Hudson assumiu a empresa que estava com dificuldades financeiras.
Em agosto de 2008, Unitopia assinou um contrato de três álbuns com InsideOut Music, da Alemanha, a gravadora líder com o rock progressivo do mundo. Unitopia é a única banda australiana a ter assinado com este selo.
Em 18 de novembro de 2008, a InsideOut Music lança o 2º CD  do Unitopia, "The Garden". O CD duplo de 15 faixas  coloca definitivamente o  Unitopia como um dos astros do rock progressivo do mundo.

Em 4 de maio de 2010, Unitopia lançou seu terceiro álbum, "Artificial" em todo o mundo pela Inside Out Music . Baseado nos temas de inteligência artificial, este novo CD consolida a posição Unitopia como uma das mais excitantes bandas de rock progressivo a surgir desde a década de 1970.
A banda fez uma turnê muito bem sucedida a Europa em Outubro de 2010. A turnê circulou pelo Reino Unido, Holanda, Alemanha e Bélgica. Os críticos foram unânimes, "Unitopia tem sido uma das melhores bandas ao vivo da cena rock progressivo nos últimos anos."
Eles foram convidados pela TV Limburg para fazer uma performance de televisão na Holanda durante a turnê. Eles também tiveram uma de suas performances na Holanda gravadas para ser posteriormente lançado em setembro de 2011 como um DVD.

A segunda edição do seu primeiro álbum, "More Than a Dream" foi lançado também em janeiro de 2012, com nova arte, músicas remasterizadas e material extra.
TREES - On The Shore



TREES foi uma banda de Folk Rock Inglês que existiu entre  1969 e 1972. Embora o grupo tenha feito um pequeno sucesso comercial no seu tempo, a reputação da banda continuou crescendo mesmo após o seu final. Como outras bandas de Folk Rock do seu tempo, o TREES foi influenciado pela música do Fairport Convention, porém com uma pegada mais heavy e psicodélica. O material disponível do grupo se divide entre composições próprias e canções tradicionais.

O grupo produziu dois álbuns de estúdio, ambos em 1970; "The Garden of Jane Delawney" e " On the Shore" este último com trabalho gráfico dos Estúdios Hipgnosis.

A banda original se separou após a gravação dos dois álbuns. Uma segunda encarnação do TREES foi formada e tocou até 1973, esse grupo apresentava sua formação com  Celia Humphris, Barry Clarke, David Costa, Barry Lyons (ex-Mr Fox), Alun Eden (also ex-Mr Fox) and Chuck Fleming (ex-JSD Band). As gravações com essa formação só podem ser encontradas em Bootlegs.

 Os dois trabalhos oficiais do grupo foram lançados em CD. Além disso, uma Edição de Luxo foi lançada em 2007 com dois CDs do "On the Shore", contendo material residual de estúdio nunca lançadas anteriormente.
 Formação Original da Banda :
    Bias Boshell - bass guitar, guitar, vocals
    Celia Humphris - lead vocals
    Barry Clarke - lead guitar
    David Costa - acoustic guitars
    Unwin Brown - drums