quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Bond + Brown - Two Heads Are Better Than One

Este álbum foi o resultado de uma colaboração entre Graham Bond e Pete Brown, líder do Battered Ornaments e Piblokto!, que também escrevia  letras para o Cream além de ser um baita de um poeta. O álbum variou de um material de R & B, uma reminiscência da Graham Bond Organisation, um mid-seventies  de estilo jazz-rock com elementos de funk. Este disco era objeto de desejos de alguns colecionadores, mas o lançamento do CD  em reedições recentes  o tornaram acessíveis a um público mais vasto.
Uma figura importante e subestimada dos primeiros grupos ingleses de R & B, Graham Bond é conhecido  nos EUA, principalmente, por chefiar o grupo em que Jack Bruce e Ginger Baker tocaram antes que se juntassem ao Cream. Originalmente, um músico de jazz (sax alto - na verdade, ele foi eleito Jazz Britain's New Star em 1961).
Ele conheceu Jack Bruce e Ginger Baker em 1962, após ingressar no  Alexis Koerner's Blues Incorporated, a escola de formação para o rock britânico e numerosos músicos de blues. Logo depois, ele, Bruce e Baker saíram para formar sua própria banda em 1963, Bond passou a tocar órgão Hammond, bem como a responsabilidade na maior parte dos vocais. John McLaughlin foi um membro da Graham Bond Organization nos primeiros dias por alguns meses, e algum material ao vivo que ele gravou com o grupo acabou por ser lançado depois que a maioria de seus membros tinham alcançado o estrelato em outros contextos. O saxofonista Dick Heckstall-Smith completou a formação mais estável de Bond, que gravou um par de discos decente e alguns singles em meados dos anos 60. 

No seu auge, o Graham Bond Organization tocava rhythm & blues com um forte tempero jazzy, ressaltando o  órgão demoníaco de Bond e sua voz rouca. A banda provavelmente teria sido melhor servida se tivesse utilizado mais os vocais de Jack Bruce -, ele é  surpreendentemente pouco utilizado nas gravações. No entanto, seus melhores discos foram de R & B / rock / jazzsoul, e apesar de Bond por vezes ter sido rotulado como um dos pioneiros do jazz-rock, na realidade era muito mais próximo do rock do que jazz. A banda tocou imaginativos covers e bastante  material original, e Bond também foi talvez o primeiro músico de rock a gravar com o sintetizador Mellotron. Singles de sucesso, porém, eram necessários para bandas britânicas  prosperarem em meados da década de 60, e o grupo de James Graham Bond começou a desmoronar em 1966, quando Jack Bruce e Ginger Baker se uniram a Eric Clapton para formar o Cream. 
Bond tentou continuar com a Organization por um tempo com Heckstall-Smith e o baterista Jon Hiseman, que logo depois foram tocar na Bluesbreakers de John Mayall e no Colisseum.
Bond nunca mais recuperou a grandeza de seu trabalho com a Organization . No final dos anos 60 ele se mudou para os EUA, gravando álbuns com os músicos, Harvey Brooks, Harvey Mandel, e Hal Blaine. Voltando para a Inglaterra, ele trabalhou no Ginger Baker's Airforce, no Jack Bruce Band, no Cream e com o letrista Pete Brown, bem como formando a banda Holy Magick, que gravou um par de  álbuns. O desaparecimento de Bond foi mais trágico do que a maioria: ele teve problemas sérios com droga e  com álcool além de uma obsessão com o ocultismo, e foi mesmo a título póstumo especulado (no the British Bond biography -Mighty Shadow) que ele teria abusado sexualmente de sua enteada. Em virtude das complicações resultantes desse caso e da profunda depressão que o acometeu, Ele cometeu suicídio jogando-se nocaminho de um trem de metrô de Londres em 1974.

01. Lost Tribe - 3.55
02. Ig The Pig - 4.42
03. Oobati - 3.48
04. Amazing Grass - 5.08
05. Scunthorpe Crabmeat Train Sideways Shuffle Stomp - 4.07
06. C.F.D.T. (Colonel Fright's Dancing Terrapins) - 5.54
07. Mass Debate - 3.26
08. Looking For Time - 1.55
09. Macumbe - 3.40
10. Milk Is Turning Sour In My Shoes - 7.31

Nenhum comentário:

Postar um comentário