domingo, 22 de agosto de 2010

IQ - Subterranea








- Peter Nicholls / lead and back vocals
- Martin Orford / keyboards, flute, back vocals
- Mike Holmes / guitars
- John Jowitt / bass, backing vocals
- Paul Cook / drums

IQ é uma banda britânica de rock progressivo fundada por Mike Holmes em 1982 após a dissolução da banda The Lens. Apesar da banda nunca ter tido sucesso comercial, IQ construiu um público fiel ao longo dos anos e ainda estão ativos em 2009. O baixista John Jowitt e o ex-tecladista Martin Orford foram também membros do Jadis.

A partir de 1982, o line-up consistia em Peter Nicholls (vocal), Mike Holmes (guitarra), Martin Orford (teclados), Paul Cook (bateria) e Tim Esau (baixo). Nicholls deixou a banda em 1984 para formar uma nova banda, Ghost Niadem, e foi substituído por Paul (PL) Menel, mas depois retornou em 1990. Nicholls também criou a capa para a maioria dos álbuns em que ele aparece. No início de 2005, Paul Cook deixou a banda e foi substituído na bateria por Andy Edwards. Em 20 de julho de 2007 Martin Orford anunciou que estava deixando o IQ e foi substituído por Mark Westworth da banda Darwin's Radio .
Apesar de sua partida, Martin continuou a gerenciar a gravadora da banda GEP e ainda está intimamente envolvido com a banda, apesar de ter anunciado no final de 2008 que iria deixar o controle com outra pessoa.

O estilo musical da banda, especialmente no início de sua carreira, foi uma reminiscência do Gênises de Peter Gabriel e de Steve Hackett por causa do vocal de Peter Nicholls e a sua semelhança a Gabriel na presença de palco e do grandioso trabalho do tecladista Martin Orford's. No entanto, o papel de guitarrista Mike Holmes foi muito mais assertivo na banda, dando-lhes uma borda mais dura musicalmente. Após a partida de Nicholls, o estilo da banda tornou-se cada vez mais comercial e - embora sem muito sucesso - em Nomzamo (1987) e em "Are You Sitting Comfortably? (1989), embora cada álbum ainda apresentasse algumas músicas do estilo rock progressivo.
Com o retorno de Nicholls em 1993 , a banda retornou às suas raízes do rock progressivo, com faixas com arranjos mais intrincados e musicalidade complexa.

Part I
Part II
Artes

Para o Meu Camarada Fireball. Espero que Curta !

2 comentários:

  1. Beleza de post, Gael!!!

    Muuuuito obrigado pela dedicatória, espero poder retribuir.

    Já estou curtindo, hehehehe... Grande som!!

    P.S.: sentimos sua falta durante o "Fire On The Rocks" desse final de semana.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. VAleu Fireball !

    Camarada, andei meio atrapalhado. MAs, pode ter certeza que estarei firme e forte no próximo Fire on the Rocks !
    Abraço.

    ResponderExcluir