terça-feira, 4 de maio de 2010

BANCO DEL MUTUO SOCCORSO - Banco del Mutuo Soccorso , 1972




Inspirado pela cena progressiva da época, que vinha de Londres, especialmente por grupos como o GENTLE GIANT, JETHRO TULL e EMERSON, LAKE & PALMER, o tecladista Vittorio Nocenzi e seu irmão Gianni fundam o BANCO DEL MUTUO SOCCORSO em Roma, Itália. MAis tarde, logo em 1972, eles gravam um álbum como o mesmo nome "Banco del Mutuo Soccorso", logo seguido pelo "Darwin" e em 1973, "Io Sono Nato Libero".
Desde o início, a grande característica do som do Banco era a complexa textura dos arranjos dos teclados ( piano, Orgão Hammond e Sintetizadores) tocados pelos irmãos Nocenzi e os vocais sensacionais de Francesco Di Giacomo.
Um balanço cuidadoso dos instrumentos eletrônicos e acústicos, além da utilização de instrumentos de sopro (interpretado por alguns dos membros da banda, além de seus instrumentos usuais), fez o som do Banco cada vez mais original e inovador, com uma mistura de rock, jazz e música clássica, sem em momento algum abandonar a tradição melódica das músicas italianas.
Tornando-se popular na Itália e se tornando conhecidos no exterior, a banda assinou com Manticore Records, juntamente com o Premiata Forneria Marconi, seus amigos de longa data . Em 1975, o Banco lançou, uma coleção de músicas com letras em inglês, juntamente com material novo, visando o mercado internacional, principalmente o mercado Norte Americano. "COME IN UN'ULTIMA CENA" foi lançado traduzido como "AS IN A LAST SUPPER".

A década de 1970 viu o BANCO DEL MUTUO SOCCORSO indo em novas direções, com a trilha sonora do filme "Garofano Rosso", em 1976, e gravações com uma orquestra, em 1978, no album "DI TERRA" .... Eles mudaram o nome para BANCO , para ficar mais simples.

Na década de 1980 houve a mudança da direção musical do Banco no sentido de músicas mais leves e curtas , produzindo alguns sucessos. Isto é devido ao sucesso limitado que eles tinham no exterior com seus discos com letras Inglês (também devido à crise da Manticore em 1977), o que levou à decisão de explorar mais o notável vocal de Di Giacomo, com mais canções comerciais.
Gianni Nocenzi deixa a banda para dar início a uma carreira solo. Outros membros iam e vinham.

Na década de 1990 e, agora, voltando a usar o nome mais longo, eles começam a tocar seu material dos anos 1970 novamente. Eles realizam versões unplugged de suas canções ao vivo e re-gravam seu primeiro álbum, esse sensacional album que posto agora.

O primeiro álbum, chamado simplesmente BANCO DEL MUTUO SOCCORSO ou, como é conhecido no meio progressivo; o "da Moringa"; que na realidade é uma caixa de dinheiro (cofre). Na prensagem original, a capa era esse cofre. E até hoje esse disco ainda é um dos exemplos mais representativos do prog italiano, com influências clássicas baseadas na interação de teclados duplos e a voz original de Francesco Di Giacomo . R.I.P. e Il Giardino del Mago estão entre suas melhores faixas , e Traccia sempre foi um clássico ao vivo.
A sua actividade ao vivo sempre foi constante e eles abriram shows do Curved Air e Rory Gallagher em turnê na Itália, e em função disso o desenvolvimento de um grande número de fans seguidores e dedicados por toda a Europa.

Hoje, a banda continua a tocar ao vivo, embora nenhum material novo tem sido gravado desde 1997.

Gianni Nocenzi ( Sintetizadores, Piano)
Vittorio Nocenzi (Piano, keyboards)
Renato D'Angelo (bass)
Pierluigi Calderoni (drums)
Marcelo Todaro ( Violão e Guitarras)
Em 1973:
Sai Marcelo Todaro
Entra Rodolfo Maltese (guitar, trumpet, French horn)


Nenhum comentário:

Postar um comentário