domingo, 2 de setembro de 2012


C.M.U - Open Spaces


James Gordon (vocals, guitar, keyboards)
Richard Joseph (vocals, guitar)
Larraine Odell (lead vocals)
Ian Hamlett (guitar)
Leary Hasson (keyboards)
Roger Odell (drums)
Peter Cook (bass)

01- Henry - 4.47
02- Voodoo Man - 4.40
03- Slow & Lonesome Blues - 5.11
04- Chanticleer - 6.14
05- Japan - 2.48
06- Clown - 2.37
07- Mystical Sounds - 3.16
08- Open Spaces - 11:34

Um grupo eclético estranho que  gravou dois álbuns em um selo especializado em folk, Transatlantic.  CMU não é um grupo de Folk rock  como geralmente é classificado. Seu line-up nunca foi realmente estável durante a existência do grupo, mas no momento desse  álbum de estréia, eles eram um sexteto com vocais masculinos e femininos (algo muito comum no folk e círculos folk rock), mas também multi-instrumentistas como guitarra / flauta ou teclados / guitarras / violinos.
Abrindo com a faixa  peculiar e louca, HENRY,  CMU oferece uma boa música eclética que faz fronteira com a música pop, mas continua a ser "rock" o suficiente para progheads mais sofisticados, com muitas mudanças de tempo e reviravoltas divertidas.  Voodoo Man  é um blues com um timbre tipo  The Doors no início de carreira. Como você vai ver vendo o título da faixa seguinte, temos outra faixa de blues-rock,  desta vez mais simples e acústico , mesmo que tenha uma passagem com um caos controlado no final. Chantecleer é provavelmente a faixa mais experimental do álbum com efeitos eletrônicos e é provavelmente a principal razão para a presença deste grupo aqui no blog.  ( 3 estrelas)




Nenhum comentário:

Postar um comentário