sábado, 17 de abril de 2010

DEVIL DOLL - The Sacrilege of Fatal Arms


Devil Doll é uma banda italiana que nada tem a ver como o som da música italiana arquetípica progressiva. Não há fusão ou symphonics exuberantes aqui! O que eles oferecem é uma mistura muito original do imaginário gótico e vitoriano "Jekyll e Hyde" ambience, que gira sobre uma colagem de piano, vocais torturantes, um sinistro acordeão , interlúdios musicais, temas folclóricos, corais, violino e temas de valsa.

A dinâmica da música é excelente e nunca desanimada; move-se entre os diversos elementos com habilidade e poder. Os vocais podem não ser do agrado de alguns, pois são quase como desabafos ; eles são mais sussurros as vezes mais gritados que cantados. Eles se encaixam perfeitamente com música.

The Girl Who Was ... A morte é um trabalho conceitual baseado na série cult britânica "The Prisoner" e leva o nome de um dos episódios. Isso demonstra a maturidade para entrar e tem um pouco mais (mas não muito) na forma das seções rock poderoso. O "Sr. Doutor" as vezes também se digna a cantar normalmente, ocasionalmente! Com sons de acordeão, violino e harpa. Os outros trabalhos da banda, Eliogabalus e Sacreligium são excelentes obras de extensão progressiva da ópera "gótico", por falta de um termo melhor.

Ser altamente metafórica ao contar histórias é importante para a abordagem da banda ... por exemplo, Sacreligium conta a história de um homem que faz uma revisão sobre sua vida, e como fechamento o seu funeral como um bônus depois que a música termina!
Devil Doll excede criando uma atmosfera com instrumentação esparsa ... Senhor Doutor, o enigmático líder da banda que não é identificado, emprega seu estilo idiossincrático vocal para reafirmar isso. Pode soar estranho, mas eu posso ouvir uma influência do Marillion. Eu sei que soa estranho, dada a descrição acima, mas o Marillion sugere esse tipo de estilo em seus álbuns iniciais, mas nunca colocou isso de forma explícita ou de forma grandiosa e eficaz como o faz o Devil Doll .
Não tenha a idéia errada que ... Devil Doll não é o que você chamaria de uma banda de neo-prog em tudo. Eu apoio veementemente a ideia de que Devil Doll está entre as melhores Bandas do mundo progressivo dos anos 90.
Curtam o primeiro post da série; THE SACRILEGE OF FATAL ARMS !



- MR. Doctor / man of 1000 voices, organ, piano, celesta, accordion
- Edoardo Beato / piano, keyboards
- Roberto Dani / drums
- Katia Giubbilei / violon
- Rick Bosco / drums
- Albert Dorigo / guitar
- Bor Zuljan / guitar
WITH:
- Jurij ToniI / tuba
- Paolo Zizich / duet "THE MIRROR" WITH MR. DOCTOR
THE DEVIL CHORUS conducted by Marian Bunic
(Paolo Zizich / Marian Bunic / Polona Sever / Beti Roblek / Helena Pancur / Gregor Oblak / Jure Strencan / Borut Usenik / Valentina Blazinsek / Mr. Doctor).

Nenhum comentário:

Postar um comentário