domingo, 13 de junho de 2010

AHORA MAZDA - Ahora Mazda (Holanda) 1970


Tracks:
01. Spacey tracey (D. Abbink) [8:28]
02. Timeless dream (D. Abbink) [3:32]
03. Orane vrijstaat (D. Abbink, R. van Wageningen) [7:30]
04. Fallen tree (D. Abbink, R. van Wageningen) [9:13]
05. Power (D. Abbink) [6:48]
06. Fantasio (D. Abbink, R. van Wageningen) [5:20]

CD bonus tracks:
07. Vybra stroll (D. Abbink) [1:58]
08. Nosy noise (D. Abbink, R. van Wageningen) [3:06]
09. Huddo jaw (D. Abbink, R. van Wageningen) [1:54]
10.Pushy (D. Abbink, R. van Wageningen) [4:41]
11.Try to forget (D. Abbink) [2:59]


Album de 1970, do grupo progressivo Holandês, com 5 bonus tracks que não constam em outros trabalhos, (pois foram retiradas de gravações demo da banda). Um som meio espacial, com improvisações psycho, um pouco parecidas com os momentos mais abstratos do. "Annexos Quam".
"Ahora Mazda" ( uma corruptela de Ahoera Mazda) é o nome do deus da Luz no Zend-Avesta, o livro sagrado dos antigos Persas.
Depois de concertos pelo país e depois do selo americano E.S.P. (Que já tinha gravado um album do SOLUTION) demonstrar interesse sem no entanto apresentar nenhum contrato , Joop Visser, do grupo Bovema tomou a iniciativa de produzir o álbum do grupo. Ao invés de gravar longas trilhas eles decidiram produzir canções mais curtas, com trabalhos de arranjo mais elaborados. Depois de tres dias de gravações no Bovema studios, onde eles experimentaram várias possibilidades de dubbing e efeitos especiais, eles produziram material suficiente para um LP do AHORA MAZDA para o selo Catfish em 31 de maio de 1970.

Em 1965, os músicos de jazz Rob van Wageningen (flauta, saxofone) e os irmãos Pedro e Winky Abbink (baixo e bateria, respectivamente) estavam tocando regularmente com outros músicos de jazz como Hans Dulfer, Henk van Es e Theo Taldik sob o nome de FREE ART GROUP. Neste grupo, tocavam jazz tradicional de livre expressão, inspirado por músicos como Ornette Coleman, Sun Ra e John Coltrane. Eles também acompanhavam poetas durante encontros de jazz e poesia.

A Eles se juntou Tony Schreuder (baixo), em 1968, enquanto eles se chamavam de grupo 67/68. Tony é um colega de Rob da loja de discos onde ambos trabalhavam. A chegada de um baixista fez com que Peter Abbink mudasse para a guitarra. Durante concertos em Felix Meritis eles encontram Ruud Tegelaar, gerente do centro de Fantasio. Ele pede-lhes para se tornar a banda da casa em Fantasio. A partir de então trocam o nome da banda para Ahora Mazda, que vem de "Ahoera Mazda", o deus da luz do santo livro Zend Avesta. O nome é sugerido por Tegelaar. Sob a influência de Jimi Hendrix, Captain Beefheart e The Mothers Of Invention a música é alterada de jazz para avant-garde e rock psicodélico.
Influências de world music também desempenham um papel na exploração musical da nova banda. A Percussão torna-se cada vez mais um ingrediente importante e Rob também começa a tocar kalimba (um piano de polegar) e diversas flautas orientais. As Letras das músicas são recitadas e cantadas e tornavam-se cada vez mais entrelaçadas com a viagem musical. Eles não só tocavam em Fantasio . Eles também apareciam em shows beneficentes como "Músicos para o Vietnam". São também vistos em apresentações conjuntas com bandas como Shocking Blue, Groep 1850 e Circus.

Em 1971 Tony Schreuder e Abbink Winky estão tendo mais problemas tocando e ensaiando as músicas. Em shows, eles precisam da ajuda de músicos substitutos, como o guitarrista Jan Landkroon e Michiel Krijnen. Abbink é substituído por Paul van Wageningen, que tocou bateria no Groep 1850. Devido a estas dificuldades e da falta de atmosfera que veio com a substituição a banda deixou de existir.

Um comentário: